Como combater a Calvície

Saiba mais sobre calvície e formas simples para recuperar os cabelos

A calvície é uma forma de alopecia que se caracteriza causando uma queda de cabelos que acontece de forma gradativa e progride com o passar do tempo.

Na verdade o que realmente causa da calvície masculina é esse desequilíbrio hormonal aliado a uma predisposição genética (calvície é hereditário).

Apesar de homens e mulheres terem problemas de calvicie, os homens sofrem mais, pois o que causa a perda de cabelos é um desequilíbrio hormonal típico do hormônio masculino.

Nos homens o processo começa a acontecer por volta dos 40/50 anos, mas em alguns casos a queda de cabelos pode aparecer muito mais cedo, ocasionando problemas de baixa auto estima e até mesmo depressão.

Isso acontece, pois a perda de cabelos está associada a idade mais avançada, que também chega com uma série de outros fatores hormonais que mexem com a masculinidade/virilidade.

Essa associação é feita, pois o hormônio que se desequilibra é o DHT (dihidrotestosterona) que é um subproduto da produção de testosterona no organismo.

Estudos que foram feitos com homens calvos mostraram índices muito elevados de DHT e 5-alfa-redutase o que pode significar que esses elementos estão associados à queda de cabelos.

O tipo mais comum de calvicie é a alopecia androgenética – AAG, também conhecida como calvície de padrão masculino e que ocorre em aproximadamente 50% dos homens.

Como a calvície tem haver com predisposição genética, homens que sofram desse excesso de DHT e que não tiverem predisposição, poderão perder menor quantidade de cabelos que os que estão predispostos.

No caso das mulheres a calvicie também ocorre, mas não parece ter relação com os hormônios, e é chamada de APF – Alopecia de Padrão Feminino e que ocorre normalmente entre 30 e 40 anos com piora a partir da ocorrência da menopausa.

É importante salientar que calvície não é apenas a perda de cabelos da cabeça, podendo ocorrer também com o restante dos pelos do corpo, e que os níveis de queda de cabelo variam de pessoa para pessoa.

Principais tipos de calvície

 

Calvície masculina ou feminina: 

Geralmente provocada pelo processo de envelhecimento natural, e pode iniciar lá pelos 20 anos, mas torna-se mais visível depois dos 50.

Calvície areata: 

Ocasionado devido a problemas que ocorrem no sistema imune. Doenças crônicas como diabetes e hipertensão arterial, além de hipertireoidismo provocam a incidência de áreas sem cabelo em formato circular.

Calvície andrógena:

É o tipo mais comum de calvicie e acontece pela interação do hormônio testosterona com determinados fatores hereditários. Ocorre mais normalmente nos homens e existem casos que ocorrem ainda na adolescência.

Calvície cicatricial: 

Calvicie ocasionada por doenças que acabam tirando a força da raiz do cabelo. Exemplos dessas doenças são o líquen plano e o escleroderma.

Eflúvio anágeno: 

É a calvicie ocasionada por ação de produtos químicos, geralmente em tratamento para câncer como a quimioterapia e a radioterapia. Os cabelos começam a cair algum tempo depois de que o tratamento é iniciado.

Eflúvio telógeno: 

Queda de cabelo que ocorre por causa de alterações hormonais, bem como por excesso de estresse, após cirurgias e também quando existem infecções. É uma das causa mais recorrentes da queda de cabelo.

 

Causas principais da calvície feminina e masculina

principais-causas-calvície

Como foi mostrado acima, nos tipos de calvície, existem muitos fatores que podem levar até a queda de cabelo em profusão.

Normalmente, perdemos entre 80 e 100 fios de cabelo por dia, mas quando a queda é muito maior, e com frequência, então é preciso consultar um especialista para diagnosticar o problema.

Como regra geral, pessoas que fumam e consomem bebidas alcoólicas abusivamente têm mais propensão a desenvolver calvície.

Alimentação desregrada e pobre em proteínas e vitaminas também pode fazer com que o problema surja, ou ainda se agrave se já existir.

Outro grande fator que muitas pessoas deixam passar despercebido e que também afeta a saúde capilar, é a ocorrência de muito estresse e ainda eventos traumáticos como acidentes, ou até mesmo a perda de um ente querido.

” Nosso organismo é uma orquestra onde cada elemento precisa estar equilibrado para que todo o conjunto funcione corretamente “.

Como a queda de cabelo está associada a ação hormonal, qualquer tipo de distúrbio emocional/mental pode fazer com que o cabelo caia mais do que seria considerado normal.

Tratamentos mais comuns para calvície

Os tratamentos que existem para queda de cabelo normalmente se preocupam em atrasar, ou ainda interromper o processo, principalmente para homens que possuem predisposição genética para calvicie.

O minoxidil é um remédio conhecido para calvície e que tem ação tópica (para passar no couro cabeludo), enquanto que a finasterida, e a dutasterida são para consumo via oral,porém dentre outros produtos o Hair Loss Blocker vem sendo um dos mais procurados.

A primeira costuma ser muito eficaz e existem casos onde o processo de queda foi revertido, havendo nascimento de novos fios e fortalecimento dos existentes.

Quem determinará o melhor tratamento para a calvície é o dermatologista, que com base no diagnóstico e causa da queda de cabelo, poderá encontrar a melhor maneira de prescrever o remédio correto.

Existem alguns tratamentos a base de produtos naturais, a maioria deles tópicos, usando os elementos para fazer massagem no couro cabeludo. Veja alguns exemplos:

ABACATE:

Asse no forno a polpa de um abacate e esmague-a com um pano, aplique no couro cabeludo e deixe agir por algum tempo, enxague e lave normalmente. Pessoas com cabelos oleosos não devem usar essa receita.

AGRIÃO:

Massageie o couro cabeludo com o suco de 100 gramas de folhas frescas;

ALFAVACA:

Faça um chá forte com a planta e massageie o couro cabeludo com ele;

BABOSA (áloe vera):

Massageie o couro cabeludo com a polpa dessa planta, para estimular o crescimento e dar mais força para os cabelos.

BARDANA:

Igualmente ao feito com a alfavaca, faça um chá forte e massageie o couro cabeludo.

CEBOLA:

Massageie o couro cabeludo diariamente com suco de cebola;

COUVE:

O suco dessa verdura estimula o crescimento dos fios;

LIMÃO:

Aplique suco de limão no couro cabeludo, três vezes por semana para  combater caspa e oleosidade. Tome cuidado com o sol, para não causar queimaduras.

Algumas mudanças na alimentação também podem ajudar a minimizar a ocorrência da queda de cabelo.

 

vitaminas-e-alimentos-para-cabelo

 

Alimentos ricos em Vitamina A, vitaminas do complexo B, ferro e zinco, além do consumo de proteínas são uma forma muito saudável de evitar que a calvície apareça precocemente.

Assim, introduza grãos integrais e cereais, carne vermelha magra, peixe e folhas verde-escuras nos pratos do seu dia a dia para fortalecer seu organismo e evitar que a calvicie se manifeste.

Além desses alimentos, alguns especialistas indicam também o uso de óleo de coco tanto para cozinhar como para passar no couro cabeludo.

A ação desse produto se dá na inibição da 5-alfa-redutase a enzima que é responsável pela produção de DHT que é o principal vilão da queda de cabelo.

Como dica final, procurar formas de manter-se mais relaxado e fazer atividades que dão tranquilidade e prazer também é muito eficaz como tratamento natural para recuperar cabelos.

Compartilhem o Post para que mais pessoas possam ter acesso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *